Candidaturas abertas aos apoios para o território afetado pelo incêndio de Monchique

2018-08-31

Até 30 de setembro, autarquias ou outras entidades públicas, produtores ou organizações de produtores e associações de produtores, nomeadamente Zonas de Intervenção Floresta podem candidatar-se às medidas de estabilização de emergência do território afetado pelo incêndio que ocorreu na Serra de Monchique.

I722-COLECTORXSOLARXCOMXCERTIFICADOXDEXQUALIDADEXXODEMIRA.JPG

Esta medida integrada no PDR2020 contempla um montante global que ultrapassa os 4,5 milhões de euros para apoiar ações de recuperação das infraestruturas afetadas, designadamente pontos de água, de controlo da erosão, de tratamento e proteção de encostas, de prevenção da contaminação e assoreamento das linhas de água e da sua recuperação, e ainda ações de combate à perda de biodiversidade.

As verbas serão distribuídas como se segue:

  • Freguesias de Alferce e Monchique (concelho de Monchique): 2.733.400 euros;
  • Freguesias de Sabóia e São Teotónio (concelho de Odemira): 11.150 euros;
  • Freguesias de Meixilhoeira Grande e Portimão (concelho de Portimão): 38.475 euros;
  • Freguesias de São Bartolomeu de Messines, São Marcos da Serra e Silves (concelho de Silves): 1.815.650 euros.

Desde 22 de agosto e novamente até 30 de setembro, estão também abertas as candidaturas, num montante global de 5 milhões de euros, para minimizar os prejuízos causados na agricultura, nomeadamente perdas de animais, plantações plurianuais, máquinas, equipamentos, armazéns e outras construções rurais de apoio à atividade agrícola, e, também, para apoiar a alimentação animal, incluindo abelhas.





SICLIK.COM.S8V2.LEADER2020.MINHATERRA.PT.1