Semana da Gestão Agroflorestal Sustentável

2017-04-04

Uma região transfronteiriça inserida na Reserva da Biosfera Transfronteiriça Meseta Ibérica intenta conciliar a atividade humana e a preservação do património natural e cultural com o desenvolvimento socioeconómico sustentável da região, conforme os preceitos da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura – UNESCO, que a reconheceu como reserva da biosfera em 2015.

I364-IMAGEM1.JPG

Entre todas as reservas de biosfera reconhecidas na Europa, a Reserva da Biosfera Transfronteiriça Meseta Ibérica possui a maior área com 1.132.606 ha, abrangendo quatro Parques Naturais (Lago de Sanabria e arredores, Montesinho, Douro Internacional e Arribes del Duero), o Parque Natural Regional do Vale do Tua e diversos espaços Rede Natura 2000, 12 municípios do Nordeste Transmontano, 48 da província de Zamora e 27 de Salamanca.

Seminário de gestão agroflorestal sustentável

Este território que, nas palavras do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial ZASNET (Zamora, Salamanca, Nordeste Transmontano), responsável pela candidatura à UNESCO (Programa MaB (Man and Biosphere), é “sem fronteiras naturais e sem fronteiras no que respeita ao desenvolvimento”, vai acolher uma semana dedicada à gestão agro-florestal sustentável. O destaque vai para o Seminário de gestão agroflorestal sustentável, no Centro Cultural nos dias 7 e 8 de abril.

No primeiro dia, organizado em três painéis temáticos, vão passar pela tribuna representantes institucionais com responsabilidade na gestão do território, agricultura e floresta, assim como atores locais e regionais (ONG e empresas com intervenção no desenvolvimento rural), antes de acabar com uma mesa redonda seguida de debate entre público e intervenientes.

O segundo dia vai ter um cariz mais técnico-científico, envolvendo instituições de ensino e de investigação regionais, assim como investigadores nacionais e estrangeiros. Para concluir os três painéis que compõem o segundo dia do seminário, está programada uma sessão demonstrativa prática sobre a utilização da tração animal na gestão florestal sustentável.

Curso avançado “A tração animal na gestão agroflorestal sustentável”

O outro evento marquante desta Semana é a terceira edição do Curso avançado “A tração animal na gestão agroflorestal sustentável”, de 10 a 15 de abril. Este curso impõe-se, porque segundo os promotores Associação Portuguesa de Tracção Animal – APTRAN, “numa região transfronteiriça onde a utilização da tração animal foi uma realidade constante até há muito pouco, e onde existem ainda pequenos produtores que continuam a recorrer a esta tecnologia, importa fomentar modelos de desenvolvimento sustentáveis com a promoção de práticas culturais compatíveis com a preservação da agrobiodiversidade e a conservação do solo, introduzindo o conceito de tração animal moderna numa estratégia lógica de desenvolvimento rural.”

O Município de Vimioso, em conjunto com a APTRAN, a Associação ALDEIA, a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança e o ZASNET, promove a Semana da gestão agroflorestal sustentável, a decorrer em Vimioso de 7 a 14 de abril.

Os programas completos do seminário e do curso, assim como as respetivas fichas de inscrição estão acessíveis aqui.





Grupos de Ação Local


I16-MRLM.PNG

Localizar GAL por Concelho e Freguesia. Contatos. Prazos de candidatura.

Agenda

Mercados de Natal do Ribatejo Interior

2018-12-01 a 2018-12-16, Constância, Abrantes e Sardoal

Seminário “Agricultura Nacional – Produção Local – Comercialização Direta”

2018-12-18, Alpiarça

Newsletter LEADER 2020





SICLIK.COM.S8V2.LEADER2020.MINHATERRA.PT.1