Ações de formação para identificar e controlar a Vespa Velutina

2017-08-30

O Plano de Ação para a Vigilância e Controlo da Vespa Velutina vai ser objeto de duas acções de formação, a decorrer dia 13 de setembro, na CIM do Ave, em Guimarães, e dia 20 de setembro, no Centro de Animação Cultural de Mortágua.

O objetivo é enquadrar a atuação nacional face ao estabelecimento e disseminação da vespa asiática em Portugal continental. Trata-se de uma espécie não-indígena, predadora da abelha europeia.

O conteúdo programático destas ações contempla quatro módulos – A Vespa Velutina, Sistemas de Vigilância, Comunicação de suspeitas (plataforma SOS Vespa) e Métodos de destruição.

Estas acções enquadradas no “Plano de Ação para a Vigilância e Controlo da Vespa Velutina” organizadas pela Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), recorrem a técnicos da DGAV, do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) e da Federação Nacional dos Apicultores de Portugal, na qualidade de formadores.

Destinam-se essencialmente a agentes intervenientes, nomeadamente técnicos dos vários organismos da administração central e da administração local do Estado; técnicos de organizações de apicultores, de caça, de produtores florestais; elementos do SEPNA/GNR, bombeiros, guardas de recursos florestais, vigilantes de natureza e sapadores florestais.

A Ficha de Inscrição (em anexo) deve ser enviada até 8 de setembro para o seguinte e-mail da DGAV: formacao.especializada@dgav.pt

O Plano de Ação para a Vigilância e Controlo da Vespa Velutina em Portugal encontra-se em anexo.





Grupos de Ação Local


I16-MRLM.PNG

Localizar GAL por Concelho e Freguesia. Contatos. Prazos de candidatura.

Agenda

4º Encontro Europeu de Movimentos de Agricultura Apoiada pela Comunidade

2018-11-09 a 2018-11-11, Tessalónica (Grécia)

Newsletter LEADER 2020





SICLIK.COM.S8V2.LEADER2020.MINHATERRA.PT.1