Comercialização de Produtos Locais em Circuito Curto

2018-06-12

A ATAHCA organizou no passado dia 29 de maio na sua sede em Vila Verde, o workshop dedicado à "Comercialização de Produtos Locais em Circuito Curto", dando assim início a um ciclo que visa informar, sensibilizar, capacitar e mobilizar os atores locais para boas práticas de desenvolvimento e de valorização dos produtos, serviços endógenos e ativos territoriais.

I695-IMAGEM1.JPG

O workshop que reuniu cerca de 40 participantes, na sua maioria produtores locais, bem como técnicos ligados a várias entidades locais públicas e privadas, quis dar uma visão abrangente desta temática.

Após a abertura da sessão pelo presidente da direcção da ATAHCA, José Mota Alves, o técnico do GAL desta associação, Paulo Pereira, falou da iniciativa de comercialização de proximidade PROVE de âmbito nacional, que congrega localmente dez produtores e cerca de 250 consumidores distribuídos por nove núcleos PROVE, só no território do Cávado. 

Maria João Azevedo apresentou o projeto Arouca Agrícola, dinamizado através de uma parceria entre produtores locais, o município de Arouca e a ADRIMAG. Envolve um grupo de produtores, constituído em torno de uma rede informal que comercializa os seus produtos segundo várias modalidades de circuito curto – loja, mercados/feiras, restaurantes locais.

I695-IMAGEM2.JPG

A organização e o funcionamento de caráter informal da Rede Colaborativa do Mondego abrange produtores e artesãos locais que trabalham em modo colaborativo, incrementando assim a promoção e comercialização dos seus produtos, como no caso da Casa do Sal da Figueira da Foz e da Cooperativa do Miro e outros produtores locais. José João e Vitor Andrade mencionaram a transformação, promoção e comercialização de produtos de vários produtores em lojas, feiras, mercados, cantinas coletivas e eventos de animação turística..

Ângela Abreu do município de S. Pedro do Sul representou o projeto TERRAS DE S. PEDRO integrado numa estratégia municipal de promoção dos recursos endógenos e de apoio à economia local, desenvolvido em parceria com os agricultores e associações locais e que engloba um mercado de produtores, uma loja que comercializa exclusivamente produtos locais, a venda de cabazes, tudo com a chancela da marca “Terras de S. Pedro”. Para aconselhar e acompanhar os produtores agrícolas no terreno existe um gabinete de apoio técnico.

Antes do remate final, a ATAHCA focou os apoios do PDR2020 no âmbito da medida 10.2.1.4 – Cadeias curtas e mercados locais, nomeadamente os beneficiários elegíveis, a tipologia de projetos e investimentos, as taxas de cofinanciamento, assim como as especificidades em termos da elegibilidade das operações a apoiar.

O workshop terminou com um debate seguido de uma degustação de produtos – vinhos, queijos, compotas, doces, frutas regionais, etc. – trazidos pelos vários intervenientes.





Grupos de Ação Local


I16-MRLM.PNG

Localizar GAL por Concelho e Freguesia. Contatos. Prazos de candidatura.

Agenda

O montado no desenvolvimento rural do Sudoeste Peninsular

2018-08-21 a 2018-08-22, Ponte de Sôr e Coruche

4º Encontro Europeu de Movimentos de Agricultura Apoiada pela Comunidade

2018-11-09 a 2018-11-11, Tessalónica (Grécia)

Newsletter LEADER 2020





SICLIK.COM.S8V2.LEADER2020.MINHATERRA.PT.1