Variedades de maçãs tradicionais no Orçamento Participativo Portugal

2018-03-23

Em 2017, entre os 38 projetos vencedores do Orçamento Participativo Portugal (OPP), encontrava-se um único projeto da área Agricultura e de âmbito Regional. Passados seis meses, a “Transformação de variedades de maçãs tradicionais” é objeto de protocolo entre Autoridades Nacionais e a A2S e ADREPES, celebrado no dia 27 de março, em Colares.

A A2S e a ADREPES serão responsáveis por implementar este projeto com vista à valorização das variedades de maçã reineta de Sintra, riscadinha de Palmela e camoesa de Sesimbra, e promoção da inovação na transformação das mesmas. Ambas as associações pretendem deste modo acrescentar valor aos setores da agricultura e do turismo, contribuindo para o aumento da produção local e notoriedade da agricultura da região.

Após a assinatura do protocolo, decorrerá um Encontro Participativo para a apresentação de ideais de projetos de âmbito nacional e regional, ao abrigo do Orçamento Participativo Portugal 2018 (OPP), cujas candidaturas decorrem até 24 de abril.

Em setembro de 2017, o projeto número 689, “Transformação de variedades de maçãs tradicionais”, recolhia 221 votos, com base no compromisso de transformar a fruta de qualidade de variedades tradicionais para contrariar a desertificação da agricultura do mundo rural, acrescentando valor à atividade agrícola, permitindo uma maior fixação da população rural e dinamizando outras actividades conexas. E, em 28 de dezembro de 2017, o Despacho n.º 11409-G/2017, autorizava a afetação da dotação prevista no Orçamento do Estado para 2017, através de transferência de verbas para o orçamento de cada entidade gestora de cada projeto vencedor do Orçamento Participativo Portugal.

 





SICLIK.COM.S8V2.LEADER2020.MINHATERRA.PT.1